Quais os seus objetivos profissionais para 2018?

Essa é aquela pergunta que vale muito, mas infelizmente poucos profissionais param para respondê-la e acabam deixando a vida seguir seu rumo reagindo perante à interferências naturais, ao invés de agir preventivamente rumo aos seus desejos.
Todos os meus clientes sabem o quanto insisto para que adotem o hábito de planejar e entendam a importância deste comportamento em suas vidas. Obviamente essa atitude não nos dá o controle pleno de tudo, existe muito efeito surpresa que está fora do nosso alcance, contudo normalmente ao planejar temos rapidamente o “plano B” para nos ajudar em situações mais complicadas.

Muito do estresse que estamos submetidos hoje é pelo excesso do automático em nossas vidas, estamos “mecanizados ou alienados” e se fosse hoje aquele filme: Tempos Modernos do Charles Chaplin, eu direi que só mudaria duas coisas, no lugar da chave de fenda estariam os nossos dedinhos e ao invés da máquina, um belo smartphone! E, reforço que este comentário não é uma crítica à tecnologia, mas às escolhas que fazemos e à dificuldade que temos em interagir de forma saudável com as opções e facilidades que nos são oferecidas pelo mundo contemporâneo.

Antigamente boa parte das 24 horas de um dia era usada para atividades manuais, preparações que exigiam espera, distancias com poucas ofertas de locomoção. Hoje, tudo isso mudou, temos alternativas que verdadeiramente economizam nosso tempo e até quando estamos “parados”, seja por causa do trânsito ou por alguma fila de espera, é possível produzirmos, refletirmos e ganharmos novos conhecimentos, mas o segredo está em administrar tudo isso. E, o primeiro passo para isso, é responder à pergunta deste texto, afinal, se não definirmos o que queremos, não há caminho a ser traçado, nem como sabermos a forma de usar o nosso tempo de forma assertiva.

Como nosso blog visa a reflexão de temas sobre carreira e estimulo do nosso leitor para aplicar melhorias em prol da mesma, segue algumas boas dicas para você observar em seus planos profissionais de 2018. E, claro, lembre-se de não deixar de lado seus planos pessoais, afinal, você é um ser completo e merece atenção 360° graus.

1° Meu cenário atual – avalie como você está hoje: seus conhecimentos técnicos e comportamentais, área de atuação, funções e responsabilidades, salário, benefícios, a empresa em que trabalha, seus relacionamentos interpessoais, veja o quanto tudo isso está agregando valor e satisfação ao seu “Eu profissional”.

2° Meu cenário futuro – seja bem detalhista neste momento e faça pesquisas para validar essas informações. Dos itens citados acima, defina tudo o que você identifica necessidade de melhorias e responda o motivo pelo qual elas são importantes, isso irá ajudá-lo a priorizar seu plano de ação.

3° O que o mercado tem pedido e oferecido – este é ponto de equilíbrio do planejamento, pois apesar de termos o direito de planejar nossa carreira precisamos nos adequar às necessidades do mercado para termos um boa oferta da nossa mão de obra e, consequentemente, valorizá-la com diferenciais difíceis de serem encontrados.

Com esses três passos bem respondidos, e ressalto que isso pode ser um trabalho de alguns dias, você terá em suas mãos o suficiente para iniciar seu plano de ação para 2018. Para cada ação é importante que exista uma data para concretização, essa é uma maneira bem útil de se autogerenciar e perceber quando estamos, literalmente, procrastinando com os nosso planos.

Dê esse presente de Natal para você!
E, para àqueles que desejarem um suporte, nossos serviços são elaborados pensando em suas necessidades!
Acesso nosso site e siga-nos em nossas redes sociais.

Recommended Posts

Leave a Comment