Toda profissão evolui, mas nem sempre os seus profissionais acompanham.

\"\"

Todos estamos presenciando um grande conflito de interesses profissionais entre taxistas e motoristas da empresa UBER, ambos oferecem serviços semelhantes, com pequenas diferenças que causam um bom impacto na vida de seus clientes, dentre eles podemos citar: comodidade e custo, ou seja, fatores essenciais no desenvolvimento de qualquer negócio.
Além do cliente, também existem outros influenciadores no desenvolvimento das profissões, por exemplo: a tecnologia, as legislações, a escassez de um recurso, a inovação. Enfim, são situações, demandas que geram novas necessidades e consequentemente adaptações em suas entregas. Este ciclo, pode acontecer de maneira natural ou causar grande desconforto aos seus envolvidos, talvez a diferença esteja no quanto existe sintonia entre o ritmo de evolução da profissão e do profissional que ocupa essa posição.

Lembro-me quando tinha 14 anos e duas vezes por semana frequentava o curso de datilografia, numa boa e velha máquina de escrever da marca Olivetti. Dois anos depois me matriculei no curso de computação, pois esse era um conhecimento quase que obrigatório para o ingresso no mercado de trabalho. Por volta de 2003 a empresa Olivetti fechou as portas, pois perdeu espaço para outras empresas como a IBM.
A reflexão que desejo construir com essa pequena história é que o mercado de trabalho é um ambiente dinâmico e graças à isso conseguimos muitos avanços em nossa sociedade, este movimento pode ser maravilhoso desde que consigamos acompanhar seu ritmo!

\"\"

E talvez, você leitor do nosso blog, esteja se perguntando como acompanhar este ritmo. Para essa resposta, eu lhe convido a um passo a passo:

Trabalhar por uma renda mensal é uma necessidade, mas trabalhar naquilo que escolhemos e acreditamos é uma grande vantagem quando se trata de atingir este ritmo;

Encontrar uma boa empresa para emprega-lo é ótimo para seu desenvolvimento na profissão, mas não é suficiente para acompanhar o ritmo;

Buscar periodicamente capacitação teórica para sua profissão é importante e também contribui para sua evolução profissional, porém se não colocá-lo em prática, terá pouca ou nenhuma efetividade;

Saber a diferença entre emprego e carreira é o passo mais importante para um profissional se manter atualizado, em sintonia e ascensão. Sobre este tema escreverei mais na próxima semana, mas para os leitores ansiosos, recomendo a leitura do novo livro do autor Max Gehringer, chamado: “Sua Carreira Direto ao Ponto”.

Sugiro que pense sobre estes quatros passos e avalie se eles estão presentes em sua vida profissional. Lembre-se que, tudo começa fazendo aquilo que acreditamos, gostamos e escolhemos, pois isso é o “combustível” para acompanharmos de forma natural os caminhos de evolução da nossa profissão. Depois siga as placas dos outros três passos citados e atinja os objetivos traçados para sua carreira!

E, se precisar de apoio nesta jornada, estamos à sua disposição com nossos serviços de Coaching de Carreira. Saiba mais, agendando uma sessão conosco!

Fique de olho em nossos cursos, palestras e curta a nossa empresa nas redes sociais, todos são desenvolvidos cuidadosamente para auxiliá-los neste ciclo de evolução.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima
×